Header Ads

Header ADS

REAL SC vs ESTRELA VENDAS NOVAS (1ª ELIMINATÓRIA TAÇA DE PORTUGAL)

                                             REAL SC - 4                   ESTRELA VENDAS NOVAS - 1


                                                 Complexo Desportivo do Real Sport Clube 

                                                  ÁRBITRO: Paulo Raposo (AFSantarém)

        REAL SC                                                                                     ESTRELA VENDAS NOVAS
   
         André Paulo                                                                                João Bacalhau    
         Sandro Silva                                                                                Augustus
         André Almeida                                                                             David Prata     
         Ibraime Cassamá (saiu ao intervalo)                                           Luis Bicho
         Alex Sousa (entrou)                                                                     Denilson (saiu aos 58')
         Ballack                                                                                         João Diogo (entrou)
         Tiago Morgado                                                                             Ety
         Rafa Gonzalez                                                                             Rivaldo (saiu aos 72')
         Paulinho (Cap)                                                                             Cláudio (entrou)
         Dinamite                                                                                      João Carrasco (Cap)
         Dida (saiu aos 66')                                                                       Bruno Mendes
         João Vantura (entrou)                                                                  Ivan Pina (saiu aos 65')
         Felipe Ryan (saiu aos 55')                                                           João Fadista (entrou)
         San Martin (entrou)                                                                      Rúben

         TREINADOR: António Pereira                                                     TREINADOR: Paulo Mendes 
  
        GOLOS: 1-0, a/g João Carrasco (8'); 2-0, Tiago Morgado (45'); 3-0, João Ventura (67'); 4-0, João Ventura (74'); 4-1, Cláudio (90+4);
    
        DISCIPLINA: Cartão amarelo a: Ibraime Cassamá (42') e Bruno Mendes (86');



                                                 Com entrada forte no segundo tempo Real sentenciou a partida...

 Em partida a contar para a primeira eliminatória da Taça de  Portugal, o Real recebeu no seu Complexo a formação do Estrela de Vendas Novas.
 Favoritismo para a equipa da linha de Sintra, com outros argumentos, frente a uma formação que milita no Distrital da AFÉvora.
 A equipa da casa com sobranceirismo, foi deixando "andar" a partida, com o opositor a dar resposta o melhor que sabia e podia.Só não contava é que João Carrasco ao fim de oito minutos, pressionado pelos atacantes do Real, fizesse golo na sua própria baliza.Isto era o que os jogadores do Estrela não  mereciam, tal foi o empenho desta jovem equipa tinha colocado em campo até esta altura.
 A equipa da casa em vantagem com a oferta dos Alentejanos, sentiu-se mais confortável, não alterando a sua postura em campo.Pelo contrário o Estrela  ía fazendo pela vida, causando alguns problemas (ligeiros) á defesa do Real.
                                   Mesmo jogando devagar, devagarinho e parado o Real ia sair para o intervalo em vantagem. Puro engano, em cima do minuto quarenta e cinco, novo golo e nova "oferta" da formação alentejana.Tiago Morgado, surgiu solto no lado esquerdo do seu ataque, tentou um centro/remate, o esférico embateu na base do poste da baliza de João Bacalhau, ressaltando de imediato para as costas deste, anichando-se no fundo das redes, e... apito para o intervalo. Resultado a formação de Sintra, efectivamente superior ao adversário, saiu en vantagem para o intervalo com dois (bambúrrios- auto-golo e "carambola"  nas costas do infeliz João Bacalhau) tentos de felicidade.
                                   Não fazemos ideia a conversa que António Pereira teve com os seus "pupilos" ao intervalo. Mas o que constatá-mos, é que o Real surgiu com outra disposição para os segundos quarenta e cinco minutos. Mais rápido sobre a bola, chegando sempre primeiro que o adversário.O avolumar do "score" surgiu com naturalidade.A entrada de João Ventura, diabo á solta no lado direito do ataque do Real, foi premiado com dois golos (67' e 74').Para complicar mais as                                coisas aos desgastados jogadores do Estrela, António Pereira mandou entrar San Martin.No entanto o marcador só sofreu uma alteração (o golo de honra do Estrela apontado por Cláudio aos 90+'+4' )  até ao final da partida.Mérito de João Bacalhau, o guarda-redes alentejano esteve a grande altura ao não permitir queos números atingissem outra dimensão.
                                   Real segue em frente na Taça merecidamente.Foi superior ao seu adversário, embora este tenha demonstrado uma vontade de lutar o jogo pelo jogo, mesmo quando as pernas já não acompanhavam as ideias. Umas palavras finais para esta formação de Vendas Novas.Serios candidatos ao Distrital da   AFÉvora. 
Destaque especial para dois jogadores do Estrela, o guarda-redes, João Bacalhau ( não permitiu o avolumar do "score") e o central David Prata (imperial                      jogo aéreo).
                                    No Real dois elementos sobressaíram, o capitão Paulinho (durante todo o encontro, tentou arrastar a sua equipa para outro jogo, quando,no primeiro tempo, andavam adormecidos), e João Ventura (entrou para "partir a loiça toda), dois golos e o guarda-redes alentejano a negar-lhe outros tantos.
                                    Boa arbitragem de Paulo Raposo e seus pares.Não complicou e os jogadores estiveram correctos ajudando o trio de Santarém no seu trabalho.

                        
Com tecnologia do Blogger.